Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Até que ponto a democracia não nos levou à situação actual?

por ., em 07.08.13

 

 

Hoje vou falar sobre os perigos da democracia e como a democracia pode nos ter levado à situação de crise que vivemos. 

 

 

Em democracia existe partidos que nos representam que são eleitos por nós, facilmente se percebe que existe uma tendência por parte dos partidos em prometer o que não podem cumprir antes das eleições (mentem à população para conseguirem votos e ir para o governo), deste ponto de vista, muitas vezes a democracia leva à mentira mas pior do que isso a esconder a realidade à população. 

 

 

Um exemplo que me parece obvio é a situação da ilha da Madeira. Alberto Jardim está como presidente da ilha da Madeira à 35 anos consecutivos, e como é que ele conseguiu essa proeza? 

 

Tenho alguns amigos Madeirenses e todos me dizem que o presidente tem conseguido fazer muita obra para a ilha, que se vê as coisas a serem feitas. 

 

E esse pode ser o grande perigo da democracia, fazer obras à maluca, gastar dinheiro, esconder a situação financeira real, para apenas conseguir votos e mais votos e assim se manter 35 anos no poder, mas quais são as consequencias?

 

Antes da entrada das instituições internacionais no nosso país todo estava bem para a ilha, mas com compressões por parte da troika em saber a real situação financeira do país, descobre-se um buraco enorme que todos nós vamos pagar. Mas o pior é saber que muitas das obras não tem qualquer utilidade para o povo da ilha da Madeira e que apenas serviu para gastar dinheiro e para o sr Alberto Jardim aparecer nas inaugurações, e para que? para obter mais votos escondendo a situação real da Ilha. 

 

deixo aqui um vídeo que retrata bem o que estou a falar. 

 

Jardim gastou milhões em obras que não são usadas - Jornal Expresso

 

 nota: o vídeo é de 2011

 

 

 

Hoje saiu uma noticia em que Alberto Jardim diz que não vai aplicar as 40 horas na ilha da Madeira e que "a saída legal para isto hei-de encontrar com a minha imaginação e depois de se falar com o sindicato da Função Pública".


http://rr.sapo.pt  

 

 

Como é obvio eu não sou contra a democracia, pelo contrario, mas o que eu quero dizer é que se é permitido tudo em democracia por parte de quem está no governo ou de quem pretende ir, a situação não pode ser outra se não a situação em que vivemos, principalmente se essas pessoas não são responsabilizadas pelo que fizeram. 

 

Eu acredito que se não tivéssemos aqui a troika tudo estava bem (swaps para esconder o défice, mais ilegalidades, aumento da divida para números insuportáveis .... sem conhecimento da população), ou melhor, andamos assim até ao limite e se não continuamos com as mesmas politicas é porque chegamos a uma situação em que já não tínhamos dinheiro ( ou melhor, esse dinheiro já não era nosso, porque dinheiro nosso já não temos há muitos anos) e que ninguém nos emprestava. 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:39



"A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo."

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Agosto 2013

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031