Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Na politica, o que se diz hoje, amanhã já é mentira.

por ., em 13.10.15

Em 2009 Costa tinha o discurso do vídeo abaixo, que até parece o inverso do que está a fazer atualmente. 

 

 

Apesar disso, eu não vejo mal nenhum o facto de António Costa estar a negociar ou debater ideias com os outros partidos, até acho bem. 

 

O que eu não acredito é que António Costa consiga criar governo com a esquerda que o criticava, esquerda que passou a campanha toda a dizer que não existia diferenças entre PS e PSD. 

 

Mas a verdade, as maiores diferenças nas propostas de campanha foram mesmo entre os vários partidos de esquerda.... Nas ideias quem está mais próximo é mesmo o PS e PSD. 

 

É impossível criar governo com tamanhas diferenças na esquerda, com propostas de campanha referentes à saída do euro e o seu inverso... Na verdade na politica tudo é possível, e o que se disse em campanha contra o PS agora já não conta.

 

Eu não entendo o que se define como "direita" ou como "esquerda" o que me interessa são as ideias para o país.

 

E o que é melhor para o país? fu*k isso é o que menos interessa na politica quando se trata de poleiro. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:22

Portugal não é assim tão pequeno... Mapa de ...

por ., em 11.10.15

 

Mapa coloca os países de acordo com o tamanho da sua dívida, nunca vi Portugual tão grande no Mapa.

Mapa com tamanho da dívida pública em relação ao PIB em vários países do mundo

o site de informações de custos HowMuch.Net  criou um mapa em que os países têm tamanho equivalente ao da sua relação dívida/PIB. A escala de cor mostra a taxa de crescimento em 2014.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:45

José Rodrigues dos Santos e os gays

por ., em 09.10.15


Na primeira vez que vi o video, apercebi-me logo que foi um erro sem intenção, não só pela expressão do jornalista (que ele próprio ficou confuso, se quem ia aparecer na peça era uma mulher ou um homem), mas também porque de facto aparece um homem e uma mulher como os deputados mais velhos. Ele não disse que "Alexandre Quintanilha foi eleita" mas sim, que o deputado mais velho foi eleito/eleita (porque ele não sabia quem ia aparecer na peça)

 

Ou seja, foi um erro jornalístico (na minha opinião) pelo qual ele pediu desculpa.

 

Agora se ele tentasse meter em tribunal as associações e outros que o acusam de ser homofóbico ou de ter cometido uma piada durante o seu trabalho, sem qualquer prova apenas porque sim, com o único objetivo de prejudicar a sua imagem, eu não iria achar mal de todo....

 

Acho que o Alexandre Quintanilha deveria tentar perceber se tinha sido um erro ou não, em vez de querer ganhar fama com isso.

 

Sou gay e tenho orgulho em ser.... Mas haja paciência, agora ninguém pode dizer nada que não seja "viva aos gays" os "gays tem de dominar o mundo" " quem não gosta de gays tem de ser julgado em praça pública".... até já julgam quem comete erros sem intenção.

 

Uma coisa é quando existe intenção de prejudicar outra pessoa, mas nem todas as pessoas tem de gostar do estilo da maioria dos gays, ou se identificar com..., e pode expressar isso desde que não seja com intenção de prejudicar.

 

Mesmo eu sendo gay muitas vezes tenho medo de usar a palavra "gay" em vão porque posso ser julgado por gays.

 

Acho que as associações deveriam estar mais preocupadas em defender quem sofre realmente de descriminação por ser homossexual, por alguns direitos que ainda faltam, por homofóbicos que não são responsabilizados pelos seus crimes.... em vez de criar polémicas com o que parece um erro jornalístico, de tentar criar mal entendidos ou julgamentos sem verificar a real intenção das partes, isso em nada beneficia a comunidade LBGT (na minha opinião). 

 

P.S - recorri a alguma ironia e exagero para expressar a minha opinião, peço que não me julguem lol

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:15

Será que todos ganharam?

por ., em 05.10.15

Sem Título.png

Depois de apurados os votos dos portugueses parece que não existe derrotados nem vencedores. 

O PSD/CDS-PP ficou na frente mas perde a maioria, na teoria são os mesmos que vão governar, mas na prática e ao contrário do passado, apenas vão governar se os outros partidos assim o quiserem. 

O PS  que no inicio tinha tudo para ganhar estas legislativas com maioria absoluta, perde pela péssima campanha que fez,  pelas sombras do passado, pela arrogância do presente e pela ausência de alternativas para o futuro. Na teoria não ganha, e não tem poder de governar, na prática ganhou um poder enorme em que o PSD/CDS tem de pedir autorização ao PS para governar. 

 

Fico triste quando existe 16 partidos que estão presentes no boletim de voto, mas para os Portugueses apenas existem 2 partidos e mais 3 para para alguns demonstrar o descontentamento, os Portugueses mostraram mais uma vez que são fieis aos mesmos partidos. Mas fico ainda mais triste quando existe 16 partidos e nenhum deles apresenta alternativas sérias nem para governar, nem para discutir assuntos que apesar de ser importantes são sempre esquecidos na assembleia. 

 

Mas o que interessa agora é o resultado final, o PS tem de assumir um acordo com o PSD, até porque se não o fizer, o PS arrisca-se a ficar ainda mais mal na fotografia, se o PS obrigar uma segunda ronda acredito que irá perder e neste caso em tudo. 

O país tem aqui uma oportunidade para juntar os recursos dos vários partidos e criar em conjunto um plano de recuperação da economia, para combater o desemprego, melhorar o ensino e a saúde tornados mais eficientes e menos gastadores de recursos. 

 

Vamos ver qual será o primeiro partido a não aguentar a pressão. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:58



"A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo."

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Outubro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031