Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


As boas e as más noticias de hoje...

por ., em 05.11.15

Começamos com a boas, a Colômbia dá luz verde a adoção por casais homossexuais, os casais do mesmo sexo  vão poder adotar crianças nas mesmas circunstâncias que os heterossexuais, que até aqui, só era permitida co-adoção. São boas noticias para as crianças que vão poder ter um novo lar e principalmente para a definição de família, onde não deve existir descriminação ou preconceito. 

 

As más noticias, Ricardo Salgado vai passar a receber 90 mil euros mensais de pensão. Eu por vezes quero acreditar que a justiça tem os seus problemas mas que mais tarde ou mais cedo vai funcionar, que vale a pena ser honesto.... Mas depois desses meus delírios de que o mundo é maravilhoso, verifico que o mundo é feito para corruptos, exploradores e ladrões. Poucas pessoas em Portugal conseguem ganhar em 7 anos o que este gajo vai ganhar num mês (apenas de pensão, fora todos os outros rendimentos extras) e este mesmo gajo foi responsável pela falência de um banco e pelo roubo de milhares de pessoas (isto tudo, claro que alegadamente). 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:54

Paulo Morais, a nova esperança ou mais do mesmo?

por ., em 10.04.15

Paulo Morais é professor universitário, vice-presidente da associação cívica Transparência e Integridade e vai apresentar a sua candidatura à corrida Presidencial da Republica.

 

Paulo Morais já é conhecido por condenar e lutar contra a corrupção e vai ser a corrupção a sua principal bandeira politica.

 

Na sua "luta" contra a corrupção originou o seu livro "Da Corrupção à Crise", participa ativamente em vários programas de informação onde combate a corrupção e muitas vezes a denuncia. 

 

 Sendo eu uma pessoa convicta que a corrupção é o maior problema de Portugal e que é necessário combater e responsabilizar os culpados, só posso ficar feliz por haver uma candidatura de uma pessoa que "defende" o mesmo.

 

Mas, não deixa de ser "irónico" que quem luta contra a corrupção do lado de fora mais tarde quer "beneficiar" dela do lado "de dentro". Temos o exemplo do Sr Marinho Pinto que se fez passar pelo Salvador da Nação e depois ao que parece estava mais interessado em melhor as condições de vida dos órgãos de Soberania do que as condições da restante População. 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:35

Os lobies que estão a roubar a areia das praias em Portugal.

por ., em 24.05.14

 

 

É um a teoria diferente, mas conhecendo a incompetência de alguns e a ganância de outros em Portugal, é bem possível de ser verdade. 

 

E se o problema das prais Portuguesas não fosse só as mudanças do clima? E se o principal problema tivesse origem nas barragens e nas obras que agora estão a ser realizadas. Encontrei este video no blog http://apodrecetuga.blogspot.pt/ mas penso que a reportagem já passou na tv. 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:36

Programa cautelar vs Saída à Irlandesa ( saiba as diferenças)

por ., em 09.03.14

 

Vou tentar explicar o meu ponto de vista entre programa cautelar e uma saída à Irlandesa, as vantagens e as desvantagens de forma muito simplista. 

 

 

Saída à Irlandesa: Significa que vamos deixar de receber dinheiro do FMI, não estar dependentes do controlo e das normas da troika. O nosso financiamento passa exclusivamente pelos mercados, e são eles que ditam as regras. Teremos sempre algum controlo pelas instituições europeias de forma a garantir o pagamento dos empréstimos que temos vindo a receber por parte dessas instituições. 

 

 

Programa CautelarEste programa é uma rede de segurança que garante financiamento a Portugal caso o regresso aos mercados seja feito com taxas de juro demasiado elevadas. Neste caso, o Banco Central Europeu e  as instituições europeias vão exigir contrapartidas mas mais leves do que um segundo resgate. 

 

Só devemos sair à Irlandesa se os mercados nos estiverem a emprestar dinheiro a juros aceitáveis e que sejam suportáveis, mas os mercados são muito influenciáveis.

 

 

Escolher sair à Irlandesa o mais provável é que os juros subam, pois os mercados sabem que nós vamos ficar completamente dependentes deles e se alguma coisa correr mal não temos outra forma de financiamento, ou seja, maior é o risco e maior são os juros que exigem.  

 

Como disse, os mercados são muitos influenciáveis, quero com isto dizer, que se existir mais uma crise politica (ou mais uma birra politica), mais casos de corrupção, ou de má gestão de dinheiros públicos ( como sabemos isso é o prato do dia em Portugal) o juros vão subir e muito. Neste caso, não temos outra forma de financiamento a não ser pedir apoio às instituições europeias, voltamos ao inicio desde que veio a troika para Portugal. 

 

Sair à Irlandesa sem ter um plano a médio e longo prazo, que seja realizado de forma conjunto com os maiores partidos da oposição para mim é um crime. 

 

Reparem quem, até podemos traçar um caminho que possa ser "sustentável" a médio prazo, mas estamos quase em eleições e isso significa que o outro governo não tem nenhum compromisso em seguir o plano traçado pelo governo anterior. Ou seja, aos olhos dos mercados não temos nenhum plano a médio e longo prazo e isso representa um risco elevado, ou seja, um juro elevado que vamos ter que pagar. 

 

Um programa cautelar significa que se por alguma razão (e temos muitas razões para pensar nisso) os mercados nos deixarem de emprestar dinheiro a juros que sejam aceitáveis temos uma outra alternativa, uma outra forma de financiamento. 

 

Ao contrário da Irlanda, não temos um acordo a médio prazo entre os maiores partidos da oposição ( em vez disso, temos um sistema politico completamente corrupto e que apenas defendem os seus interesses), a nossa economia não é forte e o nossos sistema politico favorece a corrupção, a nossa justiça é escandalosa ( super influenciada pelos grandes grupos de interesse).... E com isto tudo querem ficar dependentes dos mercados que são muito sensiveis a tudo isto????

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:23

Governo vai sortear carros em Janeiro a quem pedir fatura.

por ., em 04.11.13

 

 

 


O governo pretende fazer um Lotaria de Faturas. O sorteio começa já em Janeiro e pretende sortear carros a quem pedir faturas nas compras que faz. Os sorteios são semanais. 

 

Tudo o que tem fazer é pedir fatura/recibo em todas as compras com o seu número de contribuinte. 

 

Num país em que os jogos da sorte fazem milhões, em que todos os dias existe um sorteio, totoloto, totoloto 2, euromilhões ( 2 vezes por semana), joker... O Estado vai apostar e bem, numa área que os portugueses procuram para sair da crise "Soluções e dinheiro fácil".

 

 

De qualquer das formas, acho que é uma boa medida para tentar combater a fraude fiscal. Não é uma medida inovador a nível mundial porque já existe este tipo de sorteios em vários países. Mas será uma forma para sensibilizar e educar as pessoas a pedir faturas/recibos. 

 

Mas existe outras medidas que deveriam ser acompanhadas desta, uma delas seria fazer com que o dinheiro arrecadado dos impostos nos bens/serviços comprados fossem para no futuro  reduzir a carga fiscal em Portugal e para a população receber mais e melhor do Estado social. Deveria ser explicado de forma transparente para onde vai o dinheiro dos nossos impostos.

 

Será que os carros e os prémios que vão ser sorteados são o resultado das penhoras do Estado? E se o carro sorteado for para uma pessoa com dividas ao Estado? Esse carro é logo penhorado?  

 

E se invertêssemos um pouco a lógica? 

 

A minha sugestão, Se todos os políticos administradores, directores... da função publica ganhassem todos 1000€ mensais sem mais nenhuma regalia. A acrescentar a esse valor haveria a possibilidade  ganhar um prémio ( até podia ser bem chorudo) por cada fraude ou corrupção que denunciassem na função pública ou no privado.

 

E se os Juízes ganhassem todos também 1000€ sem mais regalias, havendo a possibilidade de ganharem um  prémio por cada corrupto condenado e responsabilizado. Com a ganância dos políticos, directores, administrativos... começavam-se a denunciar todos uns aos outros e os juízes ( com a sua ganância) começavam a condenar e a responsabilizar todos esses corruptos. Seria uma forma para incentivar o combate à corrupção e se desse resultado, Portugal saia da crise num piscar de olhos. 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:07

Porque é que os sindicatos e partidos de oposição não exigem um combate à corrupção?

por ., em 21.10.13

Os Portugueses pagam um elevado número de impostos, seria de esperar que também tivesse um estado social forte, mas porque é que isso não acontece. 

 

 

Existe muitos motivos para que isso não acontece, vou apenas falar  num deles, que será um dos que têm maior peso.

 

O problema não é o facto do enorme peso que tem o Estado, o problema é como funciona. 

 

Existe vários modelos:

 

- Existe os países do Norte em que as pessoas descontam e pagam muitos impostos para o estado  e que o estado tem um grande peso. E as coisas funcionam bem, a saúde é gratuita, o ensino é gratuito, praticamente não existe pobreza, a taxa de desemprego é muito baixo, a qualidade de vida é muito superior aos países do Sul. 

 

- Existe outros países em que o peso do estado é menor. Ou seja, existe pouca intervenção do estado social. Mas as coisas também funcionam bem, as pessoas contribuem pouco para o estado, tem grandes rendimentos, a taxa de desemprego é baixa e tem uma boa qualidade de vida. 

 

 

Nestes dois modelos de sucesso podemos tirar as seguintes conclusões lógicas:

 

1- Nos países em que as pessoas pagam e contribuem mais recebem muito do estado. 

2 -Nos países em que as pessoas pagam e contribuem menos recebem menos do Estado. 

 

O que acontece em Portugal é que nós temos os dois exemplos cima incorporados mas pelas piores razões, em Portugal temos o seguinte modelo:

 

- As pessoas pagam e contribuem mais e recebem menos do Estado. 

 

Mas se pagamos e contribuimos muito para o estado e recebemos pouco, para onde vai o dinheiro?

 

Esse é um dos grandes problemas de Portugal.  Nos países Nórdicos em que as pessoas pagam e e contribuem muito para o Estado, mas que também recebem muito do Estado não existe corrupção, fraudes, desvios de dinheiro, grupos de interesse.... Prova disso foi o mais recente estudo, em que a Dinamarca foi considerada um dos países menos corruptos e Portugal foi considerado um dos Países mais corruptos da Europa. 

 

O que acontece em Portugal é que os contribuintes estão a pagar grande parte da corrupção ( que é muito elevada), por outras palavras, os contribuintes pagam o pouco estado social que existe e pagam o grande número de corrupção que existe. 

 

Na minha opinião só existe uma de duas saídas. 

 

1- Os contribuintes pagarem e contribuírem muito para o Estado social e terem esse retorno ( através do Estado social). E para isso, só é possível se os contribuintes deixarem de financiar a corrupção, ou seja, acabando com a corrupção. 

2- Os contribuintes pagarem e contribuírem menos para o Estado e termos menos retorno. E para isso só é possível se os contribuintes deixarem de financiar a corrupção, ou seja, acabando com a corrupção. 

 

Nos dois casos, é necessário acabar com a corrupção. 

 

 

O que eu não consigo perceber ( e agora vamos ao titulo) é porque é que os partidos de oposição, os sindicatos, as entidades que defendem os trabalhadores e contribuintes não fazem qualquer pressão ou exigem o fim de um dos maiores problemas de Portugal e sem o qual é impossivel evoluir e dai a minha pergunta:  Porque é que os sindicatos e partidos de oposição não exigem um combate à corrupção? 

 

 

Sendo Portugal um dos países mais corruptos da UE será que os partidos da oposição, sindicatos e outros não fazem nada porque também estão inseridos nessa corrupção?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:53

Para quando os resultados da Investigação a Passos Coelho sobre desvio de € da UE.

por ., em 20.10.13

 

O gabinete anti fraude da UE está a investigar ( já a algum tempo) sobre suspeitas de desvios de fundos vindos da UE nas empresas em que o sr. Passos Coelho era gestor e fundador. 

 

Será que estes resultados vão sair? E porque é que os sindicatos  não fazem pressão? Porque é que os outros partidos da oposição não pegam nisso? Será que não importa ou não é relevante o sufeciente ter um primeiro ministro que é suspeito de desviar dinheiro?

 

Existe um ditado que me parece que se enquadra aqui,  "Quem tem telhado de vidro não atira pedras no do vizinho." 

 

 

A empresa, que teve Passos Coelho como consultor e gestor, conseguiu, entre os anos de 2002 e 2004, grande parte dos fundos europeus atribuídos à região centro para acções de formação destinadas a funcionários das autarquias locais... Um dos projectos, avaliado em mais de um milhão de euros, tinha como objectivo a formação de funcionários municipais para funções que não existiam. "

 

"Na mira do OLAF estará também o Centro Português para a Cooperação, organização não governamental que Pedro Passos Coelho ajudou a criar - e que se destinava a desenvolver projectos em países em vias de desenvolvimento, o que nunca terá acontecido - e que teve igualmente acesso a fundos europeus."


fonte


Gabinete anti-fraude da UE investiga Tecnoforma no qual os resultados ainda não sairam. Será que essa investigação vai ter resultados (a fovor ou contra Passos Coelho, o importante é ter resultados e que sejam reais). Sendo o principal suspeito desta fraude o primeiro ministro, não se deveria dar uma importancia maior a este caso? O que está aqui em causa é de um suposto corrupto a governar um País (ok, na verdade isso faz parte da normalidade da politica). 



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:37

Mais 6 mil milhões que vamos pagar e calar, desta vez o buraco vem da saúde? qual será a próxima área?

por ., em 04.08.13

 

No meu ultimo post falei sobre a dívida portuguesa ter sido aumentada nos últimos anos, em 2008 a nossa dívida estava de acordo com a média da UE, hoje é quase a segunda maior dívida da UE. Também referi que acredito  que a nossa divida real já não está de acordo com a média da UE à muitos anos antes de 2008, o que acontece é que tínhamos dividas escondidas. 

 

 

Pois bem, com a vinda das entidades internacionais houve pressões para fazer auditorias aos serviços públicos, e isso significa que grande parte das nossas dividas escondidas venham ao de cima. Acontece com a ilha da Madeira, com os transportes públicos e agora com o SNS. 

 

 

A ultima noticia é do SNS com um "buraco" superior a 6 mil milhões de euros até 2011. As conclusões dizem que a origem desta divida está nas parcerias públicas-privadas. 

 

O que eu pergunto é, porque é que estas noticias são públicas para a população? se ninguém se interessa com estas coisas. Porque é que este controle e essas auditorias são realizadas se ninguém é responsabilizado neste país?

 

 

Eu como jovem e que começo a entrar na realidade do país fico chocado com tamanha indiferença pela população sobre estas noticias, o facto de haver culpados e destes mesmos culpados fazem parte do governo ou de outros cargos de relevo e nada acontece. 

 

Esta sexta-feira o PSD e o CDS-PP chumbaram um projecto de resolução da autoria do Bloco quer propunha que o Tribunal de Contas elaborasse “uma auditoria às contas da Região autónoma da Madeira, com o objectivo de aferir o valor da dívida pública total, bem como os principais motivos de endividamento”.

- "Buraco" enorme na Ilha da Madeira que foi escondido até ás ultimas consequencias ( sendo que foi provado que existiu crime) - Responsáveis - 0, pessoas a serem responsabilizadas - 0, o que mudou - nada. 

 

"Madeira esconde buraco de 1.110 milhões de euros apenas nos últimos 3 anos"

 

 

- "bpn" - A maior fraude da banca que alguma vez existiu - Responsáveis - 35 pessoas foram acusadas de responsáveis, pessoas a serem responsabilizadas - essa informação não é fácil de encontrar, o que mudou - Cerca de 8,3 MIL MILHÕES que os portugueses vão ter que pagar. 


" Presidente da República Cavaco beneficiou 275 mil euros no caso BPN"

 


- SNS - "buraco" superior a 6 mil milhões de euros até 2011, Responsáveis - 0, pessoas que vão ser responsabilizadas - 0. 


- Caso dos submarinos ...


....


....

 

Caso do freeport....

...

 

....

 

.... Swaps... 

 

....

 

.... (podia estar aqui a escrever horas e horas, podia passar por as IPSS, pelo o Ensino, pela várias entidades da função pública... enfim)



 

Não percebo porque é que há tanta saída e praticamente todos eles viram profissionais de "sucesso" e as universidades não apostam nos cursos sobre corrupção, fraudes.... enfim, é melhor apostar em cursos da saúde, ou de gestão que não tem saída nenhuma, só mesmo em Portugal. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:23

Santos Pereira anulou compra de torpedos dos submarinos.

por ., em 29.07.13

 

 

Alguns dias antes de ser afastado do Ministério da Economia, Álvaro Santos Pereira, terá anulado o contrato assinado por Paulo Portas para comprar os tropedos dos submarinos.

 

O atual vice-primeiro-ministro (Paulo Portas)assinou o contrato que custou ao país mais de 42 milhões de euros quando tinha a tutela da Defesa, 12 dias depois das eleições legislativas de 2005, numa altura e que o Governo já era de gestão.

 

 

ler noticia completa

 

 

Ontem escrevi um post que fala sobre a corrupção dos políticos Portugueses, onde também falo do caso dos submarinos do Portas. Só tenho pena do Álvaro Santos Pereira ter saído do governo, de todos era aquele que "parecia" ser o mais honesto e competente, apesar de pouco poder fazer pela a economia, pois não tinha poder suficiente e a nível de poder estava abaixo do seu colega Vitor Gaspar que só pretendia austeridade.  

 

Posso me estar a enganar, mas o único politico que me parecia honesto saiu, todos os outros que me pareciam desonestos subiram de posto, algo não bate certo. 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:58

Políticos corruptos são os que vingam em Portugal.

por ., em 28.07.13

 

 

Já mencionei várias vezes que a origem desta crise é dos políticos corruptos ou da incompetência por quem nos está a governar. 

 

 

O grande problema é, os corruptos são os que melhor vingam em Portugal, enquanto roubam e sobem na vida existe muitos portugueses a passar dificuldades, todas as corrupções são pagas pelos portugueses, por outras palavras, quem rouba soube na vida são promovidos e quem é condenado são os portugueses que vão ter que pagar por isso. 

 

Não percebo como é que somos governados por pessoas que tem casos e mais casos de suspeita de fraudes e que essas suspeitas e acusações nunca chegam a ser investigados e com resultados. 

 

Se são inocentes, então devem ser os mais interessados que as investigações cheguem ao fim, devem ser os mais interessados em provar e dar explicações que tudo não passa de mentiras contra eles. Não estamos a falar de um cidadão comum, estamos a falar de um Presidente da Republica e de um Primeiro ministro, que o seu trabalho depende da confiança dos portugueses, ou pelo menos deveria depender. 

 

Todos nós deveriamos estar preocupados, deveria haver um interesse nacional em saber dos resultados das investigações, mas isso não acontece. 

 

 

Vou apenas numerar 3 personalidades (não tenho tempo para numerar todos os politicos suspeitos de corrupção, era uma lista interminável), talvez as mais importantes e descrever quais são as suspeitas de corrupção (não vou descrever todas as suspeitas, por falta de tempo).

 


Aníbal Cavaco Silva - Presidente da Républica Portuguesa



Suspeito do caso BPN, segundo alguns jornais o BPN  perdeu 275 mil euros em negócio com Cavaco. 

"O ex-presidente do BPN vendeu 250 mil acções ao chefe de Estado e à filha a menos de metade do preço de compra"


Fonte

 

Fonte 2


Mais suspeitas sobre a casa de Férias do Sr. Presidente. 

 

Fonte

 

Fonte


Pedro Passos Coelho - Primeiro Ministro de Portugal


 

Suspeito de desviar fundos da UE com a empresa que fundou "Tecnoforma" no qual era gerente.


" A empresa, que teve Passos Coelho como consultor e gestor, conseguiu, entre os anos de 2002 e 2004, grande parte dos fundos europeus atribuídos à região centro para acções de formação destinadas a funcionários das autarquias locais... Um dos projectos, avaliado em mais de um milhão de euros, tinha como objectivo a formação de funcionários municipais para funções que não existiam. "

 

"Na mira do OLAF estará também o Centro Português para a Cooperação, organização não governamental que Pedro Passos Coelho ajudou a criar - e que se destinava a desenvolver projectos em países em vias de desenvolvimento, o que nunca terá acontecido - e que teve igualmente acesso a fundos europeus."


fonte


Gabinete anti-fraude da UE investiga Tecnoforma no qual os resultados ainda não sairam. Será que essa investigação vai ter resultados (a fovor ou contra Passos Coelho, o importante é ter resultados e que sejam reais). Sendo o principal suspeito desta fraude o primeiro ministro, não se deveria dar uma importancia maior a este caso? O que está aqui em causa é de um suposto corrupto a governar um País. 


fonte

 

 

 Paulo Portas - Vice - Primeiro Ministro

 

 

Paulo Portas é uma pessoa séria e honesta e a provar isso foi ele se ter demitido e dizer que a sua decição é irrevogável, ao contrario do que se diz por ai, a sua decisção foi mesmo irrevogável, demitiu-se do cargo de Ministro dos Negocios Estrangeiros ( e nã voltou para esse cargo) para ir para Vice - Primeiro Ministro . 

 

Suspeito de - comprar submarinos por 30 milhoes  a mais do preço real dos submarinos. 

Fonte

 

Dito assim, até se podia pensar que enganaram o Paulo Portas e que os culpados são os vendedores dos submarinos, mas não. 

 

"Ministério Público levantou suspeitas sobre pagamentos de subornos no negócio dos submarinos comprados em 2004, que envolvem o ministro Paulo Portas, de acordo com o Diário de Notícias."


"Na carta que foi enviada para Inglaterra o DCIAP relaciona um depósito de um milhão de euros numa conta do CDS, em 2005, à decisão de Paulo Portas, tomada um ano antes como ministro da Defesa, de adjudicar o negócios dos submarinos à MAN Ferrostaal."

 

"Resultam suspeitas que parte do dinheiro pago ao GSC [German Submarine Consortium] à Escom tenha sido utilizado para pagamentos indevidos e como contrapartidas a decisores políticos e a grupos políticos envolvidos nas negociações"



fonte

 

 

Vou lançar um desafio, mencionar políticos que não tenham sido suspeitos de corrupção e que sejam componentes. Vá lá, só um. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:03



"A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo."

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Maio 2017

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Posts mais comentados